Tag Archives: profissões

Citação

CRISE_CHINES

Num piscar de olhos, as pessoas olham as notícias e se assustam momentaneamente.

Em casa, redução de despesas. Nas empresas, cortes e mais cortes.

No dia a dia?

Pessoas insatisfeitas, trabalhando de mau humor. Desmotivadas, e sempre culpando quem julgam estar no comando.
PS. Cada um é responsável por si, ninguém é responsável pelas expectativas que VOCÊ cria.

E a crise?

A tal da crise serviu pra mostrar o que muitos tem de pior (ou melhor em raras exceções).

Como profissional, observo a “má vontade” em responder um e-mail que as vezes leva dias.
Ao telefone, a cordialidade foi extinta.
Pessoalmente, age-se de forma automática, sem muito esforço em ser gentil.

Como cliente, vejo um abandono geral da função, empatia extinta, falta tato e sensibilidade.

Um paper de Oxford de 2013 nomeado de “O futuro do emprego” menciona um levantamento feito na Previdência Americana, com 702 profissiões.

Segundo o estudo feito, em cerca de 20 anos, 47% delas poderá ser substituída por… ROBÔS!

O algoritmo utilizado se baseou em 3 pontos as quais os robôs não tem (por hora) a mesma capacidade que os humanos:

“Percepção e manipulação” podem ser entendidas como versatilidade e habilidade física,

“Inteligência social” pode ser entendida como diplomacia, habilidade política, sensibilidade, capacidade de formar laços de confiança, empatia,

E o mais IMPORTANTE (pra mim) de todos: CRIATIVIDADE!
“Um computador pode criar variações do que faz sucesso, mas é incapaz de lançar tendências”, diz Frey

Crise?

Se você ainda não entendeu que estamos na era pós-digital e que o script que usa nas entrevistas quando cita ser “perfeccionista” uma qualidade estão ultrapassados,
está na hora de realinhar seu projeto pessoal e criar um plano de ação pra sua CRISE PESSOAL.

O mercado evolui aceleradamente, não tem tempo pra “xoramingões”.

E você, vai esperar pra ser substituído por um robô?

(Crítica baseada nos meus estudos x Vivências atuais)

Crise?

Anúncios
Citação

Quem nunca ouviu essa pergunta?
Até hoje me recordo que quando pequena sempre respondia coisas diferentes.
Já quis ser astronauta, pra ficar perto das estrelas.
Cheguei a me arriscar na cozinha, com pratos absurdos para agradar minha família.
Aprendi artesanato, ajudava minha mãe a costurar.
Cheguei a acompanhar meu pai em trilhas, e até freira pensei em ser.
Me inscrevi no vestibular pra Oceanografia, querendo descobrir o mar.
E hoje, olha lá onde estou.

Por gosto, padrões e necessidade de sobrevivência, atuo na área de pessoas e RH.
Mas não é essa que considero a mais importante, por ter estudado e precisar de muitas certificações pra chegar até ela.

Sou profissional das áreas que nunca estudei:
Escritora! Escrevo por gostar desde pequena. Os calos nos dedos mostram isso.
Pedagoga! Amo estar com as crianças, ensinando, aprendendo e brincando.
Psicóloga! Ao ouvir amigos que não sabem o que fazer em situação XYZ e eu logo ajudá-los com o pouco que estudei, e quando isso não basta, com a situação mais “viajada” possível.
Administradora! Sempre achando tempo pro que realmente importa, remanejando o que não foi possível fazer quando quis e definindo as prioridades.
Artista! Pra viver apenas uma vida, representando quando convém, fazendo rir quando só se quer chorar, criando um mundo lindo mesmo quando ele parece não existir. Seguindo o script, errando a fala e o texto, improvisando!

E outras profissões que tive o prazer de realizar o sonho de ser, pelo menos por um momento.
Me realizo hoje, quando tenho o prazer de cozinhar pra minha família. O sorriso que vejo é a melhor recompensa.
Descobri, depois que cresci um pouco, que não precisa ser astronauta pra estar perto das estrelas.
Uma pessoa especial ao seu lado já é o suficiente.
Quando viajo, volto a ser aquela criança sem medos, desbravando o que tem pela frente.
Mergulho, volto á superfície. Admiro a lua, ainda no mar.
Hoje ainda brinco com alguns amigos, quando fazem algo que considero incrível:
“Quando crescer, quero ser como você!”
Eles riem, e ás vezes nem compreendem.
Não tem problema, somos eternas crianças em busca de aprendizado.
As profissões nos ensinam muito, desde pequenos.
Nos ensinam que por mais que cresçamos, sempre haverá o que crescer.
E no crescer eu te remeto a pensar, que significa: SONHAR.
Não perca as rédeas da sua vida, deixando o sonho morrer.
Não deixe que matem essa criança que tanto sonhou, e tanto teve fôlego para correr.
Não perca a chance! Brinque de pega-pega, até que o sonho pegue você.
Como aquela criança que sonhou, se cair do skate e doer, não desista.
Arrisque novas manobras, novos lugares, novas rodas. Vá em frente!
Agora vai.
Tira o salto alto ou o sapato social, põe o tênis no pé, e corre que a vida te espera!
Quando o rumo da sua vida tiver se perdido, lembre-se:
O QUE VOCÊ QUER SER QUANDO CRESCER?


“Tive vontade de jogar tudo pro ar e virar hippie.
Numa vida alternativa, sem tecnologia, escrevendo num papel de pão, fazendo artesanato, sem padrões a seguir e sem esses modelos supérfulos que regem o mundo.
Mas isso eu quero ser quando crescer…”

Como uma criança, eu desejo insistentemente:

Eu quero ser FELIZ! :D

O que você quer ser quando crescer?