Tag Archives: marianamarques

Citação

Minha vida, rima em versos soltos.

Todos estes versos rimam com uma palavra e sentido, e este se chama AMOR.

Assim como na poesia, não existe uma regra para se viver.

O hoje tem muitas rimas, e eu que as traduzo como quiser.

Posso dizer que o meu PRESENTE rima com TRISTE, ou AUSENTE.

Mas, se olhar bem a estrofe, digo que o presente rima com INCÓGNITA.

A rima eu componho, e uso o que me convêm.

Posso agradar ao leitor, ou simplesmente, enganá-lo.

Se sigo ás regras que criei, e delas não me desapego, o poema poderá ficar repetido.

O que eu busco? Uma rima bonita, real, ilusória ou simplesmente a componho conforme vivo?

Se imagine num poema, em que sua vida é a razão.

O poema é composto por muitas belezas, sentidos. E se finda numa linha, com a rima.

O que te motiva a escrever pode ser a rima de tudo que você busca alcançar hoje.

A rima, da qual me refiro hoje, não é a coerente e aparentemente certa, harmônica.

Note seu gosto musical, a rima dele. Incoerente, desconexa, certa ou misturada.

Cada nota musical, assim como cada rima, tem um sentido importante.

Pode ser mudada, mas a versão original sempre terá valor para quem a fez.

Valorize cada palavra escrita, escreva-a a com esmero.

Dedique mais tempo ao que sonha.

Se o verso não lhe agrada, mude a rima.

Se a rima somente não lhe satisfaz, busque a nota musical. ♫

Vivo mais tempo AMANDO.

Viva mais tempo RIMANDO!

E seja absurdamente feliz! 😉

© Mariana Marques Photography 2012 | Todos os direitos reservados.

A rima

Anúncios

Paisagem

Padrão

Foto: Mariana Marques Photography © All rights reserved.

Muito além do que nossos olhos podem ver, assim como a vida!

Ao olharmos uma paisagem, muitas vezes focamos apenas naquilo que nos interessa ou no que chama atenção.

Não olhamos ao redor e muitos detalhes passam despercebidos.

Uma coincidência? Não, na vida realizamos a mesma coisa.

Diante de um problema, só conseguimos observar consequências, ao invés de procurar soluções.

Olhamos a vida do outro, e ao apontarmos o dedo pra outra pessoa, não notamos os outros quatro apontados pra nós.

Podemos enxergar todos os dias, na correria que nos envolve, apenas prédios, asfalto, pessoas com pressa e mendigos na rua.

Nossa mente, muitas vezes acostumada com isso, cega nossos olhos e não permite a nós ver o pôr-do-sol, o sorriso de uma criança, um pássaro a cantar…

Ficamos limitados ao que vemos e não buscamos novos horizontes.

Novas maneiras de ver a vida, de solucionar, ao invés de complicar.

Formas de tornar nossa vida mais alegre, menos cansativa, mais prazerosa!

Tenho hoje o hábito, de mesmo exausta, dar atenção aquelas pessoas que costumam puxar conversa em ônibus, na rua, em filas.

Noto uma carência em diálogos, e acredito que estas pessoas estão buscando, da sua forma, um novo horizonte em suas vidas, ao tomar a atitude de se comunicar com o desconhecido.

Tudo é questão de querer.

Se a paisagem que você vê hoje te satisfaz, é porque através de suas atitudes, você conseguiu enxergá-la.

Se ela não te anima, te deixa infeliz e por vezes, você prefere esquecê-la, comece!

Comece hoje a dar atenção aos detalhes que você ignora. Seja criativo e crie momentos no qual você quer fazer parte.

Daí em diante, tenha eles como meta, e busque alternativas para concretizar o que deseja.

Torne sua vida a mais bela paisagem enquanto estiver aqui.

Muitas coisas em nossa vida estão ligadas ao ponto de vista.

Uma história que ilustra o que isso significa:

Existia um senhor muito rico que gostava muito de fazer maldades.

Um dia ele descobriu que em frente de sua casa, morava uma senhora muito pobre que estava fazendo aniversário.
Ele, mais do que depressa, pegou uma bandeja de prata caríssima e colocou nela um monte de lixo. Foi até o portão da senhora e tocou a campainha.

Logo a senhora de idade abriu devagar o portão e cumprimentou-o:
– “Bom dia, senhor.”
– “Bom dia. Como sei que a senhora está completando anos… trouxe um presente”. E lhe entregou a bandeja.
Ela abriu um sorriso e disse:
– “Obrigado… o senhor pode aguardar um minuto?”
E saiu. O senhor rico, com uma cara de espanto pela atitude, aguardou.
Ela entrou, lavou a bandeja e depositou muitas flores de todos os tipos e perfumes. Voltou e entregou ao homem.
O senhor rico, incrédulo e espantado, disse:
– “Mas como? Eu te ofereço lixo e a senhora me dá flores?
– “Filho, eu aprendi neste mundo que cada um oferta o que tem no coração”.

 

O que para alguns seria um gesto de humilhação, para ela foi uma forma de mostrar o quão sublime era seu jeito de viver.

Trate a vida com mais esmero, busque ser o melhor enquanto estiver por aqui.

Não culpe os outros pela paisagem que você vê.

Felicite-se por ter o poder de deixá-la mais linda a cada segundo!


”)