Tag Archives: Deus

Pausa

Padrão

“O silêncio vale ouro, a palavra vale prata.”

Após uma faxina a necessidade de pausar.

Respirar o ar novo que circula, notar suas peculiaridades, observar o todo, descansar.

Nem sempre a atitude instântanea é precisa, mesmo com a convicção da realidade.

Ao iniciar um novo ciclo, pare.

Observe o caminho que tem a frente para percorrer.

São novas estradas, por enquanto, em branco. Não se vê pedras, subidas, descidas, apenas o caminho.

E o caminho se constrói caminhando. Ao parar, sinta o poder que está em ti de percorrê-lo.

Mesmo iniciando, caminhos que percorríamos continuam na estrada.

Estes, exigem de nós uma atenção necessária. Para dar a ele continuação, pare e reflita a escolha.

Como tudo que se vive, a incerteza.

Incerteza que abre caminhos, desde que se saiba notá-los.

Aqui estou, parada. Ao ver o caminho novo, sinto ainda a importância da estrada que comecei a percorrer.

Nela, ainda que pareça esquecida, uma pedra. Que certa vez, tomei a decisão de enfrentar.

Após a decisão, o silêncio. E nele, as interrogações vieram à tona.

O que importa?

A quem importo?

O que é real?

Como agir após enfrentar a pedra? (Não notei seu tamanho)

Na verdade, somos um tanto confusos, e acredito que Deus deve rir disto.

E ao imaginar esta risada, eu me aquieto para ouvir meu coração, o sorriso de Deus.

“O que os olhos não vêem, o coração sente.”

Enquanto barcos, desligar os motores, sentir a brisa e o balanço da onda.

Por mais que se deixe levar, rebobine ou avance, temos a opção de pausar.

Hoje, vejo duas opções, porém, elas existem também ao outro.

O resultado será sentido, postivo e negativo.

Que nesta “pausa” possamos ouvir o coração e encorajar a razão, para a ação.

A atitude seguinte sem a pausa pode lhe danificar a vida toda. E nem sempre será possível recomeçar de novo.

O óbvio não é tão claro e convincente assim.

“Do ponto de vista do mar, quem balança é a praia.”

Anúncios

Construção

Estado

Catedral Notre Dame - Paris

Grandes catedrais, parques, obras de artes… Lindas num todo, exuberantes.

Mas, nem todas possuem o nome de quem as fez. Alguns, nem sabiam se seriam reconhecidos.

Deus, criador do mundo. Do homem á natureza. Contudo, não se vêem placas com seu nome.

Em toda criação, existe muito além do criador. Quantas coisas construímos e ninguém vê?

Existe um sentimento que move, uma força criadora, o esforço, o sacrifício.

A persistência, o desejo, a meta por realizar algo.

Muitos fazem de sua vida algo em que sempre possa se conter o seu nome.

Outros, buscam o querem, deixando sua vida mais bonita, constroem o que sonham…

Pelo simples prazer de se ter ou ser o que almeja.

Status, reconhecimento… Tudo isso é passageiro.

Alivia por pouco tempo o egocentrismo e exalta o seu orgulho.

Não espere isso da vida. Dê o melhor de si, e ela lhe dará o que for merecido.

Sua vida é como a construção de uma Catedral. Muitos não entenderão o motivo dela ser tão bela, e talvez nenhum homem seja capaz de reconhecer o valor que ela tem pra você. Haverão aqueles que encontrarão muitos defeitos, e outros que ao entrar, jamais vão querer sair. Não se preocupe se irão lhe premiar por ser a mais bela, ou mais encantadora. Se você estiver feliz com ela, isso bastará.

As pessoas vão esquecer o que você disse. Vão esquecer o que você fez. Mas elas jamais esquecerão o que você as fez sentir.”

Esconderijo

Padrão

Esconderijo
Origem: Wikipédia
A caverna também pode ser considerada um esconderijo.
Esconderijo é o lugar criado pelo ser humano ou por outro animal para se esconder de algo ou de algum perigo. Animais que se utilizam de esconderijo são as aranhas, os ratos, os répteis.

Fuga, medo, solidão, conflito.
O fato é que por vezes nós preferimos nos esconder a vivenciar um momento de prova. Como diz minha mãe “tapar o sol com a peneira”, camuflando a realidade.
O motivo mais sincero de abordar este assunto é de abrir os olhos para a realidade e enfrentar mitos, problemas, quebrar paradigmas.
Vejo muitas pessoas responderem á uma crítica mencionando uma situação o qual outra pessoa viveu, ao invés de encarar aquele momento.
Aprenda que o que é direcionado á você deve sim, ser respondido pelas suas atitudes, independente do que elas sejam (boas ou más).
Por qual razão que seja, acredito que por vezes, a auto-confiança é extremamente importante, tanto quanto o oxigênio.
Os motivos que nos levam a esconder são diversos, e individuais. Cada um sabe como a ferida dói e quando a lágrima é de felicidade, e, em alguns momentos, todos se escondem. Seja por medo ou por necessidade, temos um esconderijo que por vezes, dificilmente conseguimos sair.
Aqui generalizo o que digo porque não me sinto só nesta questão, e sei a dificuldade que é pra reconhecermos isso.
O que notei nas minhas vivências é que este esconderijo pode ser fundamental para o crescimento, mas para alguns, ele é fim da jornada.
Quando digo de crescer apresento o que aprendi com a dor: aprendi que ela fortalece. Já cheguei a me ver sozinha, numa multidão, sentindo falta de alguém que me compreendesse, e ali entrei no meu esconderijo. Ali, vi que quase tudo estava nas minhas mãos. A escolha é minha: continuar parada, no mesmo lugar, com as mesmas atitudes ou mudar, pelo meu bem e não pelos outros, e sair daquele esconderijo para viver desafios.
É triste dizer fim da jornada, para aqueles que dão muito valor á vida. Não critico aqueles que por vezes, se veêm no direito de interromper uma história, por não ver nela um motivo bom para seguir em frente.
Todos somos dotados de força e de fraqueza, e durante nossa jornada, encontraremos “N” desafios, momentos, pessoas, distintas em si e quanto as pessoas que vivenciam, portanto, antes de criticar atitudes que você não viveu, recomendo a prática da empatia.
É muito simples taxar de louco, cego, ignorante, fraco; quando na realidade, estamos todos no mesmo mundo, onde por vezes é mais prático criticar do que ajudar o próximo.
O bem que acho muito necessário é sairmos de nossos esconderijos e visitarmos o do outro. Talvez lá, encontremos o abrigo que precisamos e mostramos a ele o sol que a poeira não está o deixando enxergar.
Solidariedade, acima de tudo, nos bons e nos maus momentos.
Enxergue o sol, da forma que é, tire o que for preciso da frente para vê-lo. Enfrente com inteligência e sabedoria, tudo na vida á dádiva.
Fique no seu esconderijo apenas o tempo suficiente para aprender, que se tem alguém que precisa da sua força, esta pessoa é você mesmo.
Deus não lhe dará um fardo mais pesado do que pode carregar.