Tag Archives: amar

Citação
O dia em que eu não der “tchau”

Venho desde pequena desfrutando o máximo dessa mágica chamada vida.

Sabiam que eu não imaginava chegar até aqui?

Em certa fase tive medo do tchau…

Não sabemos nosso destino né!

Alguém lá em cima têm sido muito generoso comigo…

Sabem que eu acho que Ele dá muitas gargalhadas?

Tem horas que imagino Ele batendo a mão na testa a balançando cabeça…

– Desculpaí ta! (Eu digo em pensamento)

A vida é tão engraçada.

Depois que percebi que aqui estamos de passagem, comecei a fazer muito mais.

Não gente, não tô falando de sucesso profissional, mimimi de MBA, tananãs de ser CEO, tralalá de “eu, você, dois filhos e um cachorro”

Tô falando de viver!

E aos colegas que querem tudo o que falei, desculpaí, sou assim mesmo.

Se quiser podem tchau antes da hora.

Quando cito que estou falando de viver (minha visão), entro no mérito: você é a mesma pessoa que se apresenta?

Seja lá onde for, você é pessoa que está em seu curriculum vitae (em latim mesmo, já que é só essas duas palavras que alguns provavelmente conhecem)

Já pensou em sair do comum?

Quando eu não der tchau, tenho certeza que alguns amigos e familiares lembrarão das minhas confidências e prezepadas.

Lembrarão de quase tudo…

Desde o dia que fiquei horas no topo de uma árvore até alguém vir me salvar porque tinha medo de descer e ser devorada pelos cachorros que ali me guardavam, até o dia em que peguei carona na rodovia voltando da rave e sobrevivi.

Alguns poucos lembrarão que já tive depressão, e que ela foi bem escondida por um sorrisão no rosto.

Aqui habita um anjo-da-guarda guerreiro que já pediu aposentadoria por invalidez.

Desculpaí senhor anjo!

Já pensou que louco seria se todos fossem o que está no papel?

Ou aquilo que nossos pais sonham para nós?

Ou aquilo que o 29° amor da sua vida queria que você fosse?

E quando não der tempo de dar tchau?

Quem você queria ter sido?

Pra onde você queria ter ido?

Se você estivesse me ouvindo, a esta hora estaria falando alto.

Sim amigo, acorda!

É com você, não adianta olhar pro lado.

Se você chegou até aqui, é porque ainda dá tempo de mudar.

O que você tem pra contar?

Há tempos deixei de ser cofre e virei baú.

Tenho amigos valiosos guardados em mim, eles têm a chave certa. Não precisam de códigos e sabem onde me encontrar.

O dia que a chave for jogada fora, eles poderão contar os segredos que talvez não tive tempo de compartilhar.

Tem me sobrado tempo…

Tempo pra viver! Eu vivo de trabalho, da dança, das gordices, do meu abençoado chocolate.

E você, vive pra que?

Pra dizer que não tem tempo? Tsc tsc

Sei que você deixou muita coisa pra amanhã e a vida ta corrida.

A crise ta tanta que até bom dia estão economizando.

Pare de medir seu sorriso pela quantidade de likes das fotos, pelo tanto de amigos do whats ou pelos comentários alheios (de pessoas que você ainda nem teve coragem de conhecer)

Vai pro real, se joga!

Não postergue sua felicidade! Não temos tempo pra isso.

Vá, saia do papel!

Corre!

Não sei se vai dar tempo de dar tchau, e se não der…

Seu sorriso contemplará o céu na despedida.

Comece os depósitos no baú, e não to falando de dinheiro.

Você é o que não conta, você é o que ninguém vê!

Faça mais por você!

O dia em que eu não der tchau, amigos…

Façam valer a minha existência. E sorriem!

Porque eu não existi… eu VIVI!

O dia em que eu não der “tchau”

Citação

Passa, tempo, tic-tac
Tic-tac, passa, hora
Chega logo, tic-tac
Tic-tac, e vai-te embora
Passa, tempo
Bem depressa
Não atrasa
Não demora

now

Não sei por que, mas nasci com o “gene” da urgência.

É como se o relógio fosse uma bomba… relógio.

O engraçado disso são as histórias que esse ‘gene” me ajudou a hoje poder contar.

Apesar de ter sonhos que não podem ser realizados a curto prazo, tudo que é possível eu gosto de realizar logo.

Existem infinitas músicas que falam sobre o tempo. assim como já vi listas que fazem do estilo:

100 coisas que você deve fazer antes de “casar”, “ter filhos”, “morrer” e etc.

Sabe o que eu te digo?

A minha lista está completa!

Mas eu só tenho 26 anos…

Como disse no princípio da história, meu relógio é uma bomba…

Que não me assusta mais.

Aliás, deveria ser a sua também.

Mas não aquela bomba que explode, uma bomba de chocolate vai!

Não adianta ter medo e fugir da realidade, ainda não há uma forma física de se tornar imortal.

Porém, suas ações e seus sentimentos o tornam sim, imortal, na lembrança daqueles que você “com/vive”.

Eu acredito que a vida deve ser intensa, com um pouquinho de medo pra dar aquele ar de suspense.

Aprendi isso no 2º dia desse ano, quando, ao ter um princípio de pneumonia, vi meu pai sereno e perguntei se ele não iria me repreender, a resposta foi:

“- Não filha, não irei fazer isso. Sei que você vai sair dessa, e logo estará bebendo pra comemorar.

Se você partisse hoje, tenho certeza de que iria feliz.”

Já parou pra pensar que hoje pode ser o seu adeus?

Quantas coisas você está deixando pra depois?

Quando disse que minha lista está completa, é por fazer algo novo que me satisfaça, todos os dias.

Desde beber uma cerveja gelada, comer um pedaço de chocolate suíço, um dog na praça ou mandar uma mensagem pra quem eu gosto e não me dá nem uma bola, nem de sabão.

Não esqueço o dia que estava com sede e titubeei em comprar uma garrafa de água.

Uma senhora me disse:

“- Fia, vai esperar pra beber quando chegar em casa? E se não chegar, tu vai morrer com sede?”

Não, morrer com sede não pode.

Com vontade também não.

E com saudade? Tá PROIBIDO!

Temos medo do inevitável, e nem assim, fazemos o que gostamos na hora que queremos.

E não falo de prazeres caros, absurdos, difíceis.

Aconselho você a dividir seus sonhos e desejos.

Para aqueles que podem esperar, batalhe todos os dias.

Para os breves, realize!

Acorde como eu, todos os dias, com a lista completa.

E claro, sempre tenha a outra embaixo do travesseiro.

Como disse a um amigo esses dias, você evita beber porque sua família tem histórico de cirrose.

Amigo, se tiver que ser mascando chiclete, vai ser…

Já vi muita gente trabalhando em funções e empresa que não curtem por status.

Em contrapartida, vejo uma nova geração surgindo, que assim como eu, joga tudo pro alto e está indo em busca do que gosta, do que o faz feliz.

coraçao

Sou muito intensa, os que convivem comigo sabem disso.

Talvez por esse motivo que nunca me envolvi com algumas coisas.

Exceto o amor.

Não existe um grupo de AA pra mim? Daqueles que amam sempre, demais?

Se tiver, me avise, que nunca quero passar perto.

Amar nunca é demais.

Então, você passa a vida toda esperando o amor da sua vida, quando o amor é a sua vida.

Não espere um “certo alguém” o “tipo perfeito” para amar.

Pare de desculpas! Ame e pronto!

Você não perde nada com isso. Perde aquele que não quer receber.

Sou grata a vida, a Deus pelas inúmeras chances, aos que passaram um dia ao meu lado, aos que estão perto.

Pecado pra mim, é não curtir por medo, não chorar por vergonha, cair e não levantar sorrindo.

Já pedi carona em rodovia, dormi em rodoviária deserta, pulei do 3º andar achando que era a “bat girl”.

Um dia a hora vai chegar, não adianta fugir, e…

Se hoje eu partir, já aviso:

Quero que seja comemorado!

De preferência com psy, muito chocolate e jurupinga.

Eu sou grata e serei eternamente, pelo presente que foi me dado e por ter me ensinado a abri-lo feliz todos os dias!

Falta só um dia!

E você, vai ficar aí parado?

 area51

Livros que recomendo:

Aproveite cada sanduíche – Dr. Lee Lipsenthal

O guardião do tempo – Mitch Albom

O pequeno príncipe – Antoine de Saint-Exupéry

A Travessia – William P. Young

O monge que vendeu sua Ferrari – Robin S. Sharma

C.o.n.t.a.g.e.m R.e.g.r.e.s.s.i.v.a

Citação

Part-ir

Parte que vai…

De certo que há tempos as despedidas marcam  nossa vida, cada uma com um pesar e lição.

Seja através da passagem desta vida para um outro plano, ou deste momento para um outro.

Do meu lado, para um outro lado. Ou simplesmente por ir, cursar da vida.

Notei que cada pessoa que entra me ensina quão infinito somos em sentimentos.

Em uma fase tranquila, as pessoas chegavam através de algo simples e, sem saber o porquê, ali permaneciam.

Iam embora, e na despedida, era como se eu as conhecesse há tempos.

Tive certeza que elas voltariam. E voltaram.

Outras, chegaram quando tudo estava agitado.

Sem que eu esperasse, ou tivesse tempo pra entender como.

Causaram grandes transformações.

Marcaram, de forma que pudesse sempre lembrar-me delas.

E foram embora, da mesma forma que chegaram, repentinamente.

Em um momento difícil, encontrei pessoas que precisavam do meu ombro.

Um braço era pouco, precisavam de abraços.

Chegaram devagar, com feridas, dores, traumas. Cuidei, dei o melhor de mim.

E como se fosse parte da cura, partiram.

Alguns remédios tem períodos certos a se usar. Porém, a cura depende do paciente.

Paciência!

A vida é essa sequência interminável de “Adeus”.

E na palavra, logo dá pra entender.

“A-Deus” é entrega. Entregar a Ele pra que os planos Dele sejam realizados.

Sem sofrimento, sem tristeza.

Com lágrimas pois desta forma do corpo mostra que também sente.

Dizer Adeus é soltar as mãos sem saber se elas irão se entrelaçar de novo.

As mãos se soltam. A alma não.

É escolha, e quando não ela não é sua, é a hora de orar.

Um dia a gente chega, no outro vai embora.

Uma hora parte, na outra é “partido”.

De certa forma, a vida é partilha. Cada um que chega divide algo.

Dividimos também, e logo, fica com um pouco de nós com o outro.

Quando alguém se vai, permanecemos inteiros.

Como mágica, a gente se reconstrói.

A sensação de que parte nossa se foi, mostra quão lindo somos:

Há um pouco de nós no outro, no mundo.

O mundo é vasto, a vida é rara, e não somos mais um número.

Algumas pessoas só sentem isso quando partem.

Dar valor ao outro e reconhecemos antes da partida, que somos parte um do outro.

Somos fruto de um plano de amor.

Aos que na minha vida estão, o meu carinho incondicional.

Aos que se foram, a minha gratidão e saudade.

Vocês fazem parte de mim, estando ao meu lado ou não.

De coração aberto, sempre há espaço pra quem queira sorrir e voar acompanhado.

Namastê!

Mais sorrisos e menos despedidas!

“Nunca permita que as pessoas entrem e saiam de sua vida sem mostrar a elas a importância que elas têm pra você.”

Beijo, volte sempre!

© Mariana Marques Photography 2012 | Todos os direitos reservados.

Partir

Citação

O amor?

O amor é um vôo.

Certos momentos, sofremos muito por amar alguém e este alguém partir, sem um motivo que pra nós, seja concreto.

Amar é aprender a voar.

Estar ao lado de alguém numa nova etapa é sempre um renascimento, onde se tem a chance de ensinar e aprender.

As asas recomeçam a formação, o medo inicia com o passar do tempo, os passos são curtos e a distância é imaginável.

É preciso confiança para voar de novo.

E há quem não queira voar, ou permitir que o outro voe, mesmo sabendo da importância disso para ambos.

Voar não significa partir. Significa se desprender do mundo e dos padrões, com a responsabilidade alheia a quem te ensinou.

Há quem não ensine, há quem ensine e se arrependa.

Há quem não compreenda se deve realmente ensinar, e há quem nem queira mais aprender.

Há quem sabe tão bem que assusta os demais, e acaba voando sempre sozinho.

Amar… É alçar vôo, é caminhar com asas. E ter um pé no chão e olho no céu.

Ás vezes, é esquecer que existem pés e apenas sentir as asas.

Saber que se pode voar sozinho, mas que voar acompanhado pode ser bem divertido.

Uma grande verdade é o porquê que a emoção de voar tem que começar com o medo de cair?

Certas horas, um empurrão é preciso.

Porém, em alguns momentos, é importante reconhecermos que, melhor que o “empurrão” é voar por conta e risco próprio.

Já se sabe tudo sobre o vôo, mas o medo não permite você sair do lugar.

Eu acredito que enquanto não descobrimos nossas asas, não saberemos o propósito da vida.

Os riscos são grandes, e cair do céu faz parte do crescimento.

Seja por um vento forte ou por uma leve brisa.

Seja lá por uma bala de canhão ou por uma pedrinha, lançada por um estilingue.

Somente voando você poderá sentir…

A emoção de estar nas nuvens, a descoberta de novas paisagens, o orgulho de ter saído do lugar.

Não se coloque em uma gaiola. Estar preso é uma condição, e não uma imposição.

Liberdade é risco, mas também é previlégio.

O verdadeiro amor não te prende, ao contrário, te liberta!

Se estava se sentido preso, comece devagar.

Primeiro, bata uma asa… depois a outra… Pule… Comece a sentir o poder que está em você.

Você vai se machucar no início, e depois também.

Não se assuste! Será isso que lhe fará crescer.

Estar livre e poder amar é descobrir que a vida não se limita ao chão, nem ao céu, nem há correntes e gaiolas.

Ame, mas não aprisione.

Deixe o outro voar também.

Se ele não voltar, não desanime.

Voar é escolha, amar e voltar é decisão.

Amar é estar entre o céu e o mar.

Bom vôo!

“coloque um peixe na terra e ele lembrar-se-á do oceano até à morte.
coloque um pássaro na gaiola e mesmo assim ele não se esquecerá do céu.
cada um permanece saudoso do seu verdadeiro lar.
o local em que a sua Natureza decretou que ele deveria estar.”
textos Zen

Vôo