Monthly Archives: Fevereiro 2016

Citação

O dono do tempo estava sempre apressado…

Seus minutos eram diferentes dos outros (parece que valiam muito mais…)

O dono do tempo nunca tinha aquilo que possuía, estava sempre atarefado.

O moço “dono do tempo”, me emprestou um triz de seu “ouro”, e depois puff… desapareceu!

Hei moço, você pode me ouvir?

Tira agora seu relógio!

Mostra pra ele que quem manda é você!

Sabia que seu sorriso é encantador?

Percebi que quando você olha o relógio ele não te mostra quem você realmente é.

Moço, olha aqui!

Não deixe que esse TIC TAC roube a sua gargalhada mais bela!

O som dela é a música “mar” linda que já ouvi.

Oi moço! É uma peninha você não me ouvir…

A vida é tão curta e eu andei tão apaixonada…

Você nem teve tempo de ver meu joelho ralado. Era isso que eu queria te mostrar…

Ia te contar, rindo muito, que certo dia andando por ai, estava viajando no cheiro do teu abraço e toda boba, recordava também do teu sorriso.

Tropecei! Ri de mim, ri da vida…

Moço, inverta o jogo! Seja capaz de deixar o cronômetro de lado…

Uma hora, a bateria vai acabar, você querendo ou não.

Você pode sim culpar o tempo pela sua ausência, mas a vida requer PRESENÇA!

Tem gente que usa o relógio, outras usam mapa, há as que gostam de bússola…

Sabia que o coração também é guia?

Hei moço, desculpa a intromissão.

Só queria te dizer entre outras coisas que teu tempo vale muito,

mas que teus minutos de liberdade valem muito mais.

Vem cá moço, me dá seu relógio.

Vou te mostrar o real valor do tempo contemplando o pôr do sol… aqui do meu lado 😉

[C.T]

O dono do tempo

Anúncios
Citação

*

12316601_927567137319218_2628780625358141097_n

Em 2015, o blog Brincando de Pensar divulgou uma matéria sobre a promoção de ações de preservação ambiental, a campanha Plante Uma Árvore. Devido a isso, ganhou uma árvore nativa plantada em seu nome na Serra do Gandarela, na região de Rio Acima – MG, na Cachoeira do Viana.

Agradeço de ♥ a vocês pelo convite. Meu coração é mineiro e minha paixão pela natureza é imensa. Que possam brotar muitos frutos e que nossa mata permaneça viva.

Confiram as fotos!

Situada entre a Serra da Caraça e a Serra da Piedade, a 40km de Belo Horizonte, a Serra do Gandarela é alvo constante de preocupações de ambientalistas. Uma porque ela abriga uma biodiversidade invejável: não só ela guarda a segunda maior área contínua de Mata Atlântica preservada de Minas Gerais, como também abriga 40% das cangas sobre campos rupestres ainda preservadas, com muitas espécies endêmicas únicas da região e mais de 100 cavernas registradas. E outra, porque, infelizmente, a região está localizada no Quadrilátero Ferrífero, o que a torna alvo constante de atividades de mineração. Em 2014, após muita negociação, o governo federal cedeu a pressões da sociedade civil para demarcação do Parque Nacional da Serra do Gandarela, deixando de fora, infelizmente, sete mil hectares para o projeto de mineração Apolo, da Vale, o que pode comprometer importantes mananciais da região.

“Plante Uma Árvore” entrou em sua 5ª edição, no dia 14 de novembro/2015, com 230 mudas nativas plantadas no Gandarela, por 30 voluntários que contribuíram com a campanha, entre as mudas: Candeia, Ipê Branco, Ipê Crioulo, Ipê Amarelo e o Mogno – que tem como característica principal, ser conhecida pela qualidade da sua madeira. Natural da Amazônia foi trazida para o Sudeste e teve uma excelente adaptação, muito usada para arborização urbana. É uma árvore de crescimento rápido e tronco reto.

537 mudas nativas foram plantadas durante os três anos de campanha, o que faz da Floricultura de Belo Horizonte – MG, Ikebana Flores uma flora muito além da encomenda de flores online. Além do “Plante Uma Árvore”, todos podem pegar uma muda do cerrado, basta comparecer na floricultura que está localizada na Av. Getúlio Vargas, 1697, Funcionários – 30.112-021, Belo Horizonte, Minas Gerais. Próximo à Savassi.

*Créditos: Thais Alessandra do Coletivo Cirandar

Uma plantinha no serrado mineiro