Citação

cravo e a rosa

Eu preciso confessar… Sou apaixonada por histórias de amor.

Já vivi romances, mas hoje o post aqui é uma homenagem.

Antes de tudo, uma homenagem ao AMOR.

E aos poucos que me conhecem, agora talvez compreendam esse meu espírito de “urgência” se assim posso dizer.

Preparados? Vamos lá!

Conheci a rosinha há 3 anos atrás. As pessoas que nos apresentaram nem temos contato mais.

Eu lembro do dia: Foi paixão a primeira vista.

Desde então, eu e rosinha mantínhamos conversas semanais, que depois de um tempo, se tornaram diárias. E depois 24 horas conectadas.

Eu lembro quem era o meu “encanto” da época. E o dela também.

Era o Cravo. Aliás, sempre foi ele.

A história deles eu acredito que tenha se iniciado quando um jardineiro os viu separados e resolveu deixa-los juntos. Ficou lindo viu!

E sendo assim, os apelidei de “Meus prediletos”.

Eu sempre amei os dois, apesar de ter conhecido o Cravo só por conversas.

Não me julguem por sentir isso, o amor corre em minhas veias.

A Rosinha eu sempre amei por ela ser meu avesso. E o Cravo por ser eu na versão masculina.

Os dois se completavam. Eu acredito que a vida precisa ser bem dosada pra ser bem vivida.

E eles aprenderam a tirar um pouco de si para doar ao outro.

É pegar a montanha que o outro deixou, guardando-a pra si. E vice-versa.

Eu gosto sempre de dar um conselho: “Não me peça conselhos”.

Eu ainda acho que meu maior ato inteligente é seguir meu coração.

Pois bem, a Rosinha não quis ouvir meu conselho e seguiu meus conselhos.

Ela achava que tinha escolhido ele. Depois percebeu que ele tinha escolhido ela pra ele.

Com o tempo, viram que eles se escolheram. E tudo começou a fluir. O jardineiro viu que tava certo.

O Cravo sempre foi alegre, divertido, preocupado com as plantinhas ao redor.

Gostava de se divertir, de viver. Era carinhoso e galanteador. Quando batia um vento, ele dançava.

A Rosa era fechada, de poucas amigas flores, nada delicada. Mas possui um bom coração.

Ao que sinto, ambos se encontraram por uma ordenação divina jardineiramente falando.

Eles precisavam ser felizes. Mas juntos!

De uns tempos pra cá, meus conselhos eram:

“Fala que o ama! ~ Vai atrás dele! ~ Dá bom dia! ~Seja fofa! ~Mostre a ele o quanto é importante”

E assim a Rosinha se tornou uma versão minha adaptada…

Como fez com ele, ela tirou um montinho de si e pegou o meu pra ela.

E assim, o amor começou a se tornar mais visível. O perfume dele pode ser sentido. As pétalas dela se abriram.

E o sorriso… ah que gargalhada gostosa! Amar é um sentimento que não se define.

Eu sei que talvez você esteja lendo isso e torcendo por um final feliz.

Pois foi isso que aconteceu…

Na última semana, o Cravo e a Rosa viveram dias incríveis! Eu estava muito feliz por eles.

Mas, por uma ironia do destino, após a noite mais feliz de ambos, num jardim perfumado e um céu estrelado, o Cravo partiu…

Ele partiu, deixando a Rosinha sozinha em seu jardim.

Ainda bem que ela seguiu seu coração.

O cravo há amava tanto. Apesar das ervas daninhas, dos mosquitos que insistiam em perturbar.

Arrancaram o Cravo do lado da Rosa. E o jardineiro, fiel e amigo dela, garantiu que eles iriam se reencontrar.

Em outro jardim, mais lindo… Com um céu enluarado.

Agora, o Cravo, de outro jardim, observa o mesmo céu que a rosinha, que está triste sozinha.

A Rosinha murchou um pouco, mas o jardineiro está de olho nela. Foi o cravo quem pediu.

Logo ela deixará ser regada de novo, voltará a ter o brilho de antes e exalar o perfume mais gostoso do jardim.

Eu também sou amiga do jardineiro. E quando ele contou que precisou mudar o cravo de jardim, eu ajudei ele a regar os dois jardins…

De hoje em diante, será assim. A saudade vai bater no peito e quem deixar ela sair, ajuda a manter o jardim vivo.

O jardim do cravo. O jardim da rosa. E o jardim do amor.

O jardineiro é assim… Te coloca ao lado de outras plantinhas, rega, cuida com amor.

Mas você precisa ajudá-lo retribuindo o amor e o carinho que recebe dele.

Senão, quando ele vier te buscar, quem irá ajudá-lo a regar o seu jardim?

 

O cravo e a rosa

Anúncios

4 responses »

  1. Que texto mais lindo prima! Fazia tempo que não via seus textos por aqui… demorou mas quando resolveu voltar a escrever a inspiração veio da maneira mais delicada e singela para fazer essa homenagem ao Cravo e a Rosa. Parabéns!!

Curtiu? Complete o quebra-cabeça ;)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s