Monthly Archives: Outubro 2012

Citação

Part-ir

Parte que vai…

De certo que há tempos as despedidas marcam  nossa vida, cada uma com um pesar e lição.

Seja através da passagem desta vida para um outro plano, ou deste momento para um outro.

Do meu lado, para um outro lado. Ou simplesmente por ir, cursar da vida.

Notei que cada pessoa que entra me ensina quão infinito somos em sentimentos.

Em uma fase tranquila, as pessoas chegavam através de algo simples e, sem saber o porquê, ali permaneciam.

Iam embora, e na despedida, era como se eu as conhecesse há tempos.

Tive certeza que elas voltariam. E voltaram.

Outras, chegaram quando tudo estava agitado.

Sem que eu esperasse, ou tivesse tempo pra entender como.

Causaram grandes transformações.

Marcaram, de forma que pudesse sempre lembrar-me delas.

E foram embora, da mesma forma que chegaram, repentinamente.

Em um momento difícil, encontrei pessoas que precisavam do meu ombro.

Um braço era pouco, precisavam de abraços.

Chegaram devagar, com feridas, dores, traumas. Cuidei, dei o melhor de mim.

E como se fosse parte da cura, partiram.

Alguns remédios tem períodos certos a se usar. Porém, a cura depende do paciente.

Paciência!

A vida é essa sequência interminável de “Adeus”.

E na palavra, logo dá pra entender.

“A-Deus” é entrega. Entregar a Ele pra que os planos Dele sejam realizados.

Sem sofrimento, sem tristeza.

Com lágrimas pois desta forma do corpo mostra que também sente.

Dizer Adeus é soltar as mãos sem saber se elas irão se entrelaçar de novo.

As mãos se soltam. A alma não.

É escolha, e quando não ela não é sua, é a hora de orar.

Um dia a gente chega, no outro vai embora.

Uma hora parte, na outra é “partido”.

De certa forma, a vida é partilha. Cada um que chega divide algo.

Dividimos também, e logo, fica com um pouco de nós com o outro.

Quando alguém se vai, permanecemos inteiros.

Como mágica, a gente se reconstrói.

A sensação de que parte nossa se foi, mostra quão lindo somos:

Há um pouco de nós no outro, no mundo.

O mundo é vasto, a vida é rara, e não somos mais um número.

Algumas pessoas só sentem isso quando partem.

Dar valor ao outro e reconhecemos antes da partida, que somos parte um do outro.

Somos fruto de um plano de amor.

Aos que na minha vida estão, o meu carinho incondicional.

Aos que se foram, a minha gratidão e saudade.

Vocês fazem parte de mim, estando ao meu lado ou não.

De coração aberto, sempre há espaço pra quem queira sorrir e voar acompanhado.

Namastê!

Mais sorrisos e menos despedidas!

“Nunca permita que as pessoas entrem e saiam de sua vida sem mostrar a elas a importância que elas têm pra você.”

Beijo, volte sempre!

© Mariana Marques Photography 2012 | Todos os direitos reservados.

Partir