Citação

O amor?

O amor é um vôo.

Certos momentos, sofremos muito por amar alguém e este alguém partir, sem um motivo que pra nós, seja concreto.

Amar é aprender a voar.

Estar ao lado de alguém numa nova etapa é sempre um renascimento, onde se tem a chance de ensinar e aprender.

As asas recomeçam a formação, o medo inicia com o passar do tempo, os passos são curtos e a distância é imaginável.

É preciso confiança para voar de novo.

E há quem não queira voar, ou permitir que o outro voe, mesmo sabendo da importância disso para ambos.

Voar não significa partir. Significa se desprender do mundo e dos padrões, com a responsabilidade alheia a quem te ensinou.

Há quem não ensine, há quem ensine e se arrependa.

Há quem não compreenda se deve realmente ensinar, e há quem nem queira mais aprender.

Há quem sabe tão bem que assusta os demais, e acaba voando sempre sozinho.

Amar… É alçar vôo, é caminhar com asas. E ter um pé no chão e olho no céu.

Ás vezes, é esquecer que existem pés e apenas sentir as asas.

Saber que se pode voar sozinho, mas que voar acompanhado pode ser bem divertido.

Uma grande verdade é o porquê que a emoção de voar tem que começar com o medo de cair?

Certas horas, um empurrão é preciso.

Porém, em alguns momentos, é importante reconhecermos que, melhor que o “empurrão” é voar por conta e risco próprio.

Já se sabe tudo sobre o vôo, mas o medo não permite você sair do lugar.

Eu acredito que enquanto não descobrimos nossas asas, não saberemos o propósito da vida.

Os riscos são grandes, e cair do céu faz parte do crescimento.

Seja por um vento forte ou por uma leve brisa.

Seja lá por uma bala de canhão ou por uma pedrinha, lançada por um estilingue.

Somente voando você poderá sentir…

A emoção de estar nas nuvens, a descoberta de novas paisagens, o orgulho de ter saído do lugar.

Não se coloque em uma gaiola. Estar preso é uma condição, e não uma imposição.

Liberdade é risco, mas também é previlégio.

O verdadeiro amor não te prende, ao contrário, te liberta!

Se estava se sentido preso, comece devagar.

Primeiro, bata uma asa… depois a outra… Pule… Comece a sentir o poder que está em você.

Você vai se machucar no início, e depois também.

Não se assuste! Será isso que lhe fará crescer.

Estar livre e poder amar é descobrir que a vida não se limita ao chão, nem ao céu, nem há correntes e gaiolas.

Ame, mas não aprisione.

Deixe o outro voar também.

Se ele não voltar, não desanime.

Voar é escolha, amar e voltar é decisão.

Amar é estar entre o céu e o mar.

Bom vôo!

“coloque um peixe na terra e ele lembrar-se-á do oceano até à morte.
coloque um pássaro na gaiola e mesmo assim ele não se esquecerá do céu.
cada um permanece saudoso do seu verdadeiro lar.
o local em que a sua Natureza decretou que ele deveria estar.”
textos Zen

Vôo

Anúncios

3 responses »

  1. Nossa, tive que ler o texto novamente, falava tanto sobre voar (tema que adoro por estar vinculado com liberdade) que sem perceber generalizei o assunto para além do foco que você queria dar: amar.

    Gostei da maneira como escreveu, senti uma evolução em relação aos textos anteriores. Tem várias frases nesse texto que por si só gerariam outro texto. É o tipo de post que precisa ser digerido aos poucos.

    Fica aqui uma proposta minha: reflita sobre o significado dessas palavras depois: amor, paixão e apego. Mesmo que já tenho feito isso, faça novamente, como se não soubesse o significado de cada um. E não conte com o Aurélio, ele pode mais confundir que ajudar, rs.

Curtiu? Complete o quebra-cabeça ;)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s