Monthly Archives: Janeiro 2012

Citação

PARABÉNS A VOCÊ, por estar aqui hoje!

O blog completa 2 anos e venho aqui agradecer á todos que foram essenciais para que eu continuasse postando aqui minhas idéias lunáticas.

Em primeiro lugar, ao meu princeso, amigo, confidente Henrique Bellini, criador do blog que sou apaixonada, Do outro lado.

Ele que criou este “cantinho” e cuidou de tudo por um tempo, até que eu criasse coragem de me expressar por aqui. A ti, lindo, minha eterna gratidão e meu amor, por me conhecer tão bem e me amar mesmo assim.

Iniciou como Dolce come l’amore e com este ícone que amo, e permanece até hoje.

Aqui, hoje posso notar meu amadurecimento e muitas outras coisas, tais como, sentimentos que nunca mudam.

Conquistei amigos e fui conquistada.

Aprendi a lidar com críticas e a pouco tempo, me ensinaram a importância da originalidade.

Os textos não são mais revisados como antes, aqui se preza a idéia original, o escrever com o coração.

Muito que sinto, é posto aqui, superficialmente. O “sentir” depende da disponibilidade do leitor.

Me proporciou e continua proporcionando muitos sorrisos, e aqui, já pude escrever sobre amor, e vivê-lo.

Uns meses escrevi demais, outros nem tanto. Escrevo com o coração… Não somente com as mãos.

Sendo assim, muito me farto daquilo que mantém este blog vivo.

O coração não é um órgão independente.  O blog também.

Aqui está presente o Dose Matinal, apresentado neste post. Este, contribui sempre para o que é expresso aqui, e pode ser consumido diariamente.

Algumas fotos e idéias foram essenciais, e estas são do talento e obra da Mariana Marques, homenageada aqui.

Inteligente e perspicaz, vale a pena dar um pulo na Lojinha do Garimpo, aproveita que é de “grátis”.

Reinando por aqui, chegou trazendo muita alegria a Princesa Gleide.

Muitos outros fazem parte, me mandando e-mail ou simplesmente, lendo.

Agradeço á vocês pelo carinho e pela lembrança de passar aqui de vez em quando.

Aprecio e admiro aqueles que como eu, valorizam a expressão, seja ela através da música, fala, ou leitura e escrita, que exige muita paciência e sensibilidade.

Toda palavra contida não possui qualquer intenção.

Por ser escrito com o coração, cabe a ti deixar-se sentir… ou não…

Desejo á você, que passa por aqui, uma felicidade absurda, um sorriso contagiante.

Um amor de verdade, e pessoas maravilhosas ao lado.

Namastê!

com carinho, doce como o amor…

Marini Lopes

Parabéns!

Anúncios
Citação

Quem conhece um sorriso de verdade sabe que nem todo palhaço é feliz.

E daí me recordo de quantas vezes sorri sem querer, apenas para melhorar a moldura que os outros viam.

Não sei dizer exatamente se fazia isso pelos outros ou por mim, só sei que a moldura vista nem sempre era real.

E por não ser real, não era de fato completa.

Uma obra inacabada, mal feita.

O que se sente nem sempre se reflete, porque temos o dom de burlar até o que vai ser transmitido.

Medo, insegurança, orgulho, vaidade. Ou simplesmente zelo pelo tão lindo sentir.

Um mistério é decifrar o que se sente. Traduzir a si e o “outro”.

Não podemos ver nosso avesso, e talvez ele, seja o nosso lado certo.

O que realmente nos envolve é incontrolável, e por mais adverso que estejamos…

Sempre haverá alguém capaz de ver a obra de arte completa. Linda e surreal.

Talvez sejamos sim como um quadro…

O que se vê é apenas o resultado do que se sente… e não se pode tocar, traduzir ou expressar.

Uma lágrima pode ser fruto de um sentimento feliz e um sorriso pode ser a expressão de uma tristeza.

É escolha de cada um descobrir os mistérios que envolvem o “sentir” antes de analisar a obra num todo.

Tudo pode ficar mais ESPETACULAR…Vai de cada artista, descobrir e aperfeiçoar a sua obra…

E de deixar a sua marca no outro.

Ao iniciá-la, lembre-se:

Será pra toda vida!

Que se iniciem belas e inesquecíveis pinceladas, deixando a vida mais cheia de graça e divertida 😉

Que sejam surreais, com uma dose de ousadia e outra de coragem.

Mistérios

Citação

Ontem postei aqui que o presente era mera ilusão.

Pouco depois, tive a triste notícia de uma perda. E ao saber da perda, me esqueci de todas as vitórias.

A verdade que a gente quer ve nem sempre é necessariamente a que existe.

Por 9 meses vi a vida. Minúscula, intocável. Porém, forte!

O foco e o envolvimento emocional me tiraram da realidade e vivi mesmo uma ilusão.

Num turbilhão de impossibilidades, é a fé que nos permite confiar naquilo que NÓS desejamos.

E claro, nada do que está aqui é tão previsível quanto o homem.

Eu não sei se conseguirei expressar aqui o misto de emoções que sinto e a lição que tirei disto, enfim.

Lamento, sinto e por um tempo relutarei a perda, mesmo sabendo que ela é inevitável.

As recordações ficam, pulsantes, bem como a emoção de um dia ter e hoje, perder.

Isso me ensina que na vida tudo é passageiro.

É como desenhar algo com giz. Um dia, o desenho será apagado. É simples mas possível de compreender.

Compreender não significa aceitar e não há um tempo determinado pra que isso aconteça.

O que eu posso dizer, mesmo sem saber se isso cabe em letras é que muito AMEI, AMO e continuarei AMANDO.

Por tudo que me ensinou, por ter mostrado á todos que viver é possível, que não existe o IMPOSSÍVEL e que laços não precisam de presença.

Os sorrisos que causou, a fé que aprendemos a ter, a força e o amor pelo que não podíamos tocar.

A união que graças a ele se tornou intensa, o porque de um dia ter cruzado nossos caminhos.

No plano acima, nada é imaginável.

Aqui, o reflexo é sentido. Nomeamos da forma humana, mas nada se iguala ao que se sente.

Perder, ganhar, sorrir e chorar. A realização do plano e a hora em que nos tornamos divinos.

Divinos por não ter capacidade de expressar em palavras.

Inclinar-se ou erguer-se, reconhecendo que aqui só o que sentimos e transmitimos é realmente concreto.

Não foi uma ilusão, foi um presente de Deus, que mostrou a nós que ainda há muito o que aprender sobre a vida.

O “bolinha preta”, como eu dizia carinhosamente.

Sentida pela dor da perda, me recordarei sempre da sua presença marcante e dos sorrisos que de nós arrancou.

Agora tenho um anjo pra rir de mim lá em cima.

Sua presença será pra sempre sentida!

O anjo