Citação

O poder da palavra dita… E ausência do dizer!

Por vezes, o ser humano deixa de usar a lógica e passa a adotar a sua metodologia de vida.

Deus nos deu dois ouvidos e uma boca, na qual, inconscientemente (ou consciente) agimos como se possuíssemos o inverso.

Observe, note, experimente… Ouvir mais do que falar?

Sei que em alguns momentos isso é extremamente complicado, porém, ao ouvir aprendemos muito.

No entanto, vamos a uma escola para ouvir, e quando é solicitado ou permitido, temos a vez de falar.

A vida não deixa de ser uma escola, na qual nós conduzimos.

Assumimos a postura que achamos ideal, até chegar o momento em que é necessário avaliar a conduta.

Em diálogos, discussões, em âmbito profissional ou acadêmico.

Como andam suas relações?

Acredito que tudo seja importante, na medida.

Como falar demais em certas situações não é o melhor a se fazer, calar-se também não.

Segundo alguns estudos, nosso corpo sente as tensões daquilo que oprimimos.

Quando há uma exaltação demasiada excessiva, ou um consentimento frequente, estas emoções que ficam “estancadas” podem ser refletidas em nosso corpo.

Depressão, câncer, gastrite, úlceras. Muitas vezes, tratadas como um problema apenas de origem fisiológica ou devido ao ritmo de vida, podem ter uma razão psicológica.

A questão de hoje sugere uma auto-análise, observando como você conduz seus relacionamentos.

Muitas vezes, buscando soluções para conflitos existentes, perdas e dificuldade na aproximação de pessoas.

Ambos possuem um poder imenso de resultados positivos, negativos e na ausência de resultados.

Logo o dizer: “Quem cala consente.” Pode ser errôneo em alguns momentos, quando o melhor a se fazer é silenciar.

Antes de qualquer escolha, o importante é PENSAR.

Muitas coisas podem ser consertadas, mas PALAVRAS, ditas…

Nem sempre podem ser “re-ditas”

Assim como, a oportunidade em que se pode falar, e calamos. Pode não se repetir.

Nem sempre quem fala se comunica, nem sempre quem silencia não pensa.

Já citei, Deus não nos fez com essa conta por acaso.

Ouça o que a vida tem pra lhe dizer.

Fale quando julgar necessário.

Em ambos, seja responsável pelo resultado da ação.

Não culpe o destino por aquilo que você mesmo não soube ouvir… ou dizer.

Falar ou Ouvir?

Anúncios

One response »

Curtiu? Complete o quebra-cabeça ;)

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s