Monthly Archives: Março 2010

Citação

Há um tempo atrás, assisti esse filme… Mas como uma aluna e profissional de RH… terminando de assistir pelo lado teórico, resolvi assisti-lo de novo, e me emocionei com as lições que tirei dele…

Compartilho aqui, em algumas palavras, as lições incríveis que tirei deste filme… Assistam!

Beijos, boa leitura!

*A luta pela sobrevivência

Durante a história, ele arrisca para conseguir sobreviver e sustentar a família. Ao investir num scanner ósseo, que prometia retornos, porém, o valor de revenda era alto demais para o mercado. Passou meses tentando vender, ás vezes obtinha sucesso, e em casos, tinha o scanner roubado. Passava por apertos devido ter sempre o dinheiro contado, devia aluguéis e realmente sobre-vivia, pois tinha a si e ao seu filho. Recebeu uma proposta para trabalhar durante 1 mês como corretor, sem salário nem ajuda de custo. Na noite da entrevista, ficou preso devido pagar uma multa de trânsito em cheque, e aguardar o mesmo ser compensado. Chegou sujo de tinta, pois no dia anterior teve que pintar onde estava de aluguel. Teve que ficar em albergue, brigando na fila por vaga, para ter onde ficar com o filho a noite. Após o mês de experiência, foi chamado para receber a notícia de ser contratado, como um funcionário da empresa em potencial.

*Versatilidade

Era dinâmico,  e em certas atitudes, ofuscava um problema com uma brincadeira.

*Estratégia e criatividade

Ao iniciar na corretora, tinha 6 horas para fazer o que os outros faziam em 11 horas. Adotou o método de não colocar o telefone no gancho e fazer ligações seguidas, sendo que no cálculo, viu que economizava 8 minutos. Decidiu também não tomar água, pois assim, obtinha tempo para mostrar o produto aos clientes. Ao conseguir um horário com um bom cliente, se atrasa devido um colega de trabalho. Mas se lembrou da breve conversa que teve com ele, e conseguiu encontrá-lo. Foram juntos a um jogo de futebol americano, que acabou cativando o cliente pela criatividade e atitude.

Com o filho, quando não conseguiu lugar em um albergue, eles vão sem rumo para a estação de trem, e la… ele pergunta onde o filho queria estar. Ele responde que em casa, eles fecham os olhos e imaginam estar em um lugar mágico. A noite acaba mais feliz.
*Sonho, vontade, determinação, coragem e esperança

Determinação em busca de um objetivo. Desde o início, não desiste de vender o produto que investiu. Tentava convencer os clientes, sendo que dependia disso para sobreviver. Com o objetivo de uma vida estável, sem dever para ninguém e ter um conforto para si e o filho, ele busca sempre o melhor. Ao ver o cubo mágico que o filho ganhou, notou sua inteligência, e não se conformava com o fato de que, quando criança, tirar sempre notas boas e na vida adulta, não obter sucesso. Ao montar o cubo rapidamente, obteve a oportunidade na corretora, na qual, se desempenhou perfeitamente e obteve o resultado que tanto sonhava.
*Auto confiança
Sempre confiou no seu talento e nas suas habilidades, sendo que procurava usar o tempo ao seu favor.
*Comportamento diante das dificuldades

Reagia com humor, e procurava fazer das situações difíceis apenas uma circunstância para ocorrer algo de bom mais a frente. Otimista, confiante. Habilidoso e cuidadoso com os detalhes, tanto na fala quanto nas atitudes. Criou um mundo para seu filho, mostrando a vida com se fosse uma brincadeira num avião, com algumas decaídas.

*Honestidade

Mesmo em situações difíceis, que exigiam uma certa omissão de fatos, ele se mostrou honesto. Uma delas foi na oportunidade na corretora, ao ser entrevistado com os donos da empresa, e chegar sujo. Contou o fato e numa brincadeira, referente trajes, teve um grande ponto ao seu favor.

Mostrou a vida em si, em alguns minutos dentro um filme. Coisas que muitos não têm tempo de viver, ou que não vivem por não querer saber o gosto da queda. Lutar enfim, na vida, é uma questão básica e fundamental. Sem a guerra não há a glória, sem o por do sol não há o dia. Ao mostrar o início, meio e fim, fica fácil recarregar as energias para ver que tudo vai dar certo.

A procura da Felicidade

Reverência ao destino

Padrão

Falar é completamente fácil, quando se tem palavras em mente que expressem sua opinião.
Difícil é expressar por gestos e atitudes o que realmente queremos dizer, o quanto queremos dizer, antes que a pessoa se vá.

Fácil é julgar pessoas que estão sendo expostas pelas circunstâncias.
Difícil é encontrar e refletir sobre os seus erros, ou tentar fazer diferente algo que já fez muito errado.

Fácil é ser colega, fazer companhia a alguém, dizer o que ele deseja ouvir.
Difícil é ser amigo para todas as horas e dizer sempre a verdade quando for preciso.
E com confiança no que diz.

Fácil é analisar a situação alheia e poder aconselhar sobre esta situação.
Difícil é vivenciar esta situação e saber o que fazer ou ter coragem pra fazer.

Fácil é demonstrar raiva e impaciência quando algo o deixa irritado.
Difícil é expressar o seu amor a alguém que realmente te conhece, te respeita e te entende.
E é assim que perdemos pessoas especiais.

Fácil é mentir aos quatro ventos o que tentamos camuflar.
Difícil é mentir para o nosso coração.

Fácil é ver o que queremos enxergar.
Difícil é saber que nos iludimos com o que achávamos ter visto.
Admitir que nos deixamos levar, mais uma vez, isso é difícil.

Fácil é dizer “oi” ou “como vai?”
Difícil é dizer “adeus”, principalmente quando somos culpados pela partida de alguém de nossas vidas…

Fácil é abraçar, apertar as mãos, beijar de olhos fechados.
Difícil é sentir a energia que é transmitida.
Aquela que toma conta do corpo como uma corrente elétrica quando tocamos a pessoa certa.

Fácil é querer ser amado.
Difícil é amar completamente só.
Amar de verdade, sem ter medo de viver, sem ter medo do depois. Amar e se entregar, e aprender a dar valor somente a quem te ama.

Fácil é ouvir a música que toca.
Difícil é ouvir a sua consciência, acenando o tempo todo, mostrando nossas escolhas erradas.

Fácil é ditar regras.
Difícil é seguí-las.
Ter a noção exata de nossas próprias vidas, ao invés de ter noção das vidas dos outros.

Fácil é perguntar o que deseja saber.
Difícil é estar preparado para escutar esta resposta ou querer entender a resposta.

Fácil é chorar ou sorrir quando der vontade.
Difícil é sorrir com vontade de chorar ou chorar de rir, de alegria.

Fácil é dar um beijo.
Difícil é entregar a alma, sinceramente, por inteiro.

Fácil é sair com várias pessoas ao longo da vida.
Difícil é entender que pouquíssimas delas vão te aceitar como você é e te fazer feliz por inteiro.

Fácil é ocupar um lugar na caderneta telefônica.
Difícil é ocupar o coração de alguém, saber que se é realmente amado.

Fácil é sonhar todas as noites.
Difícil é lutar por um sonho.

Eterno, é tudo aquilo que dura uma fração de segundo, mas com tamanha intensidade, que se petrifica, e nenhuma força jamais o resgata.

Carlos Drummond de Andrade

Desejos…

Padrão

Hum… assunto bom pra falar…
Quantos eu tenho agora? Muitos!
Secretos, indiscretos… Públicos e incertos… Cada um em um momento diferente, com uma intensidade única que surge de repente…
O mais interessante é o q cada um deles desperta em mim… Uma força maior, um sorriso oculto… Me ocupam o pensamento, me tiram da realidade…
Me fazem perder a noção do tempo, e ás vezes, me desconheço… Cada dia mais, correndo atrás de um objetivo… Não só pela conquista, mas pelo prazer… por aquele desejo, que me faz chegar onde quero… de ter e estar com quem eu quero… Onde eu quero… ou… de não estar, e descobrir coisas novas… E satisfazer-me muito com isso!
De ver a vida mas feliz, de sorrir mais… de estar ao lado de pessoas que fazem bem e de fazê-las também!
Já vi pessoas cometerem loucuras por desejos… E quem disse que não vale a pena?
Pode não valer no futuro, mas… Temos a necessidade de viver prazeres instantâneos… Há coisas que duram pra vida toda, mas… Estão distantes de mim agora, não as conheço ainda…

Como diz a música: “O acaso vai me proteger enquanto eu andar distraída…”
Preocupo-me sim com meu futuro, mas o dia de amanhã a Deus pertence…
Então, desejo sim, todos os dias, ser um pouco mais feliz… Não quero ser feliz e conquistar as coisas em 2032… Quero hoje, agora! Amanhã, pode ser… depende do que for e se vale a pena rsrs
Como cada desejo é incerto… Tem uns que passam rápido… Outros que demoro a esquecer… E outros que sequer lembro que um dia desejei… Mas tem aqueles que tiram do sério… não saem da cabeça, e enquanto não se realizam, não há quem os faça passar…
E o importante… não é só realizar… é o bem q faz, a lição que se aprende…
O sorriso pela conquista, a felicidade e o desejo… de sempre querer mais, de poder mais…
De ter o que pensar, e uma meta a atingir… E de cair se não der certo, de levantar mais forte… E recomeçar em busca de algo novo e melhor…
E pra aqueles que dizem: “Querer não é poder” eu discordo…
Quem quer, é capaz de poder… E quem pode, PODE rsrs
Sou teimosa, persistente…
Assim, já consegui muita coisa que desejei… Acha que vou desistir?
Jamais!
Que os seus desejos mais profundos se realizem…
E tenha certeza: você é o desejo de alguém 😉


Até a próxima =)

Beijo!